18/02/2015

16 Razões pelas quais um Cristão não deve ser um Maçon!


1 - A Maçonaria nega a Inspiração Divina das Escrituras Sagradas, a Bíblia:

"A opinião maçônica predominante é que a Bíblia seja apenas um símbolo da vontade, da Lei ou da Revelação Divina e não que seu conteúdo seja Lei Divina, inspirada ou revelada"(Henry Wilson Coil; Coil's Encyclopedia, 1961, p.520).

No entanto, o verdadeiro cristão considera a Bíblia como a Palavra inspirada de Deus(2 Tm 3:16-17; 2 Pd 1:20-21; Jo 10:35). A Confissão de Fé de Westminster(CFW), diz que os livros da Bíblia foram "todos dados por inspiração divina"(I:2).

2 - A Maçonaria não tem a Bíblia como a Única Regra de Fé e Prática;

"A Bíblia é usada entrer os franco-maçons como símbolo da vontade de Deus, qualquer que seja sua manifestação. Portanto, o que quer que manifeste essa vontade(divina)para alguma pessoa pode ser usado como substituto da Bíblia numa loja maçônica... Seja isso os Evangelhos aos cristãos, o Pentateuco aos israelitas, o Alcorão aos mulçumanos, seja os Vedas aos brâmanes(hindus), em todo lugar transmite maçonicamente a mesma idéia - a do simbolismo da Vontade Divina revelada ao homem"(Albert Mackey; Mackey's Revised Encyclopedia of Freemasonry, 1975, I, p.133).

No entanto, o verdadeiro cristão têm a Bíblia como a Única Regra de Fé e Prática(1 Co 4:6; At 20:27; Is 8:20; 34:16). a CFW define a Bíblia como "A Regra de Fé e Prática"(I:2).

3 - A Maçonaria rejeita a Doutrina da Trindade:

"A doutrina da Trindade é de orígem pagã"(Albert Pike; Moral and Dogmas of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry, 1906, p.552).

No entanto, o verdadeiro cristão crê na doutrina da Trindade(1 Jo 5:7; Gn 1:26; 11:5-8 comp.com Ef 1:3; Jo 1:1; At 5:3,4). A CFW diz: "Na unidade da Divindade há três pessoas... Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo"(II:3).

4 - A Maçonaria ensina que Lucífer é o próprio Deus, e que o Deus da Bíblia é o
deus das trevas e do mal:

"A Religião Filosófica é a crença em Lucífer. Lucifer é Deus, o Deus da Luz do e do bem, que está batalhando pela humanidade contra Adonay, o Deus das trevas e do mal"(A. C. de LaRive., La Feme et l'Enfant dans la Franc, Maçonnerie Universele, Paris, 1889, p. 588/ Lady Queenborough, Occul Theocracy, pp.220-221, citando uma carta de Albert Pike, aos Supremos Conselhos Maçônicos Mundiais, em 14/07/1889).

No entanto, o verdadeiro cristão reconheçe Lucífer como o falso deus das trevas e do mal(2 Co 4:4; At 26:18; Is 14:12-15; Ez 28:14-15) e o Deus da Bíblia(Adonay), como o Deus da absoluta luz!(1 Jo 1:5; Jo 14:30).

5 - A Maçonaria é uma religião não cristã:

"A religião da Franco-Maçonaria não é Cristianismo"(Albert Mackey; Mackey's Revised Encyclopedia of Freemansory, p.618).

No entanto, o verdadeiro cristão sabe que sua religião é a única verdadeira(Ef 4:4), a ponto de considerar 'malditos', todos os ensinos que não condizem com sua religião(Gl 1:8-9)e de não manter laços espirituais com quem não segue os ensinos da religião cristã(2 Jo 9-11).

6 - A Maçonaria nega a divindade de Cristo:

"Reunimo-nos neste dia para comemorar a morte de Jesus, não como inspirado ou divino, pois não nos cabe decidir sobre isso"(Henry C. Clausenm Practise and Procedure for the Scottish Rite, 1981, pp.75,76).

No entanto, o verdadeiro cristão crê na divindade de Cristo(Jo 1:1; Rm 9:5; 2 Pd 1:1). A CFW define Cristo como "o Verdadeiro e o eterno Deus"(VIII:2).

7 - A Maçonaria se refere ao seu 'deus' Gadu, usando os nomes dos deuses conde-
nados na Bíblia:

"Jah, Bel e On aparecem no ritual americano do grau do Real Arco na suposição de que Jah era o nome siríaco de Deus, Bel(Baal), o caldeu, e On, o egípcio"(Henry Wilson Coil; Coil's Masonic Encyclopedia, p.516).

Bel e On eram deuses falsos condenados pela Bíblia(1 Re 16:19-23; gn 4:45,50). O termo 'Bel' é abreviação de um nome neotestamentário de Satanás('Belzebu')baseado no termo veterotestamentário 'Baalzebu'(Mt 12:24), enquanto que o termo "On" é uma referência ao deus de Faraó. O verdadeiro cristão sabe que Deus odeia que lhe coloquemos ao lado de outros deuses(Ex 20:3).

8 - A Maçonaria ensina que todos os homens são filhos de Deus:

"O nosso Pai, que habita no céu, habita tambem no coração de todos os bons maçons"(J. Blanchard, Scottish Rite Masonry Illustrated, 1979, I:148).

O verdadeiro cristão reconhece que a doutrina da paternidade universal de Deus, não é bíblica, visto que somente os que recebem Jesus como Salvador, é que tornam-se verdadeiros filhos de Deus, regenerados(Jo 1:12-13; At 17:23b,25,29,30b,31). Os espíritas, mórmons, papistas(adeptos da maçonaria), foram regenerados por Deus???

9 - A Maçonaria rejeita o monoteísmo bíblico:

"O monoteísmo viola os princípios maçônicos, pois requer a crença num tipo específico de Deidade Suprema"(Henry Wilson Coil; Coil's Masonic Encyclopedia, p.517).

O verdadeiro cristão é monoteísta convicto(1 Tm 2:5). A CFW diz: "Há um só Deus vivo e verdadeiro"(II:1).

10 - A Maçonaria proíbe a pregação do Evangelho:

"Ninguém tem o direito de ditar algo a outro em questões de crença ou fé; nenhum homem pode dizer que tem a posse da verdade, como ele tem a de um bem'(Scottish Rite Masonry Illustrated, p.47).

Assim, os maçons que alegam ser cristãos, não devem obedecer ao 'ide' de Cristo, isto é, não devem anunciar o Evangelho aos maçons que não são cristãos!(espíritas, católicos, budistas, etc)(Mt 28:18-20; Mc 16:15; 1 Co 9:12,16).

11 - A Maçonaria nega que Jesus Cristo é o Único Mediador entre Deus e o Homem:

"A Maçonaria reverencia todos os grandes reformadores. Vê em Moisés, o legislador dos judeus, em Confúcio e Zoroastro, em Jesus de Nazaré e nos iconoclastas árabes grandes instrutores de moralidade e reformadores eminentes, ou mais ainda; e permite a cada irmão da Ordem atribuir a cada um deles caraterísticas mais elevadas e até mesmo divinas, conforme seu credo e verdades demandarem"(Albert Pike, Moral and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry, 1906, p.525).

O verdadeiro cristão exclusivamente reconhece Cristo como o único Mediador entre Deus e os homens(1 Tm 2:5), isto é, 100% Deus e 100% homem(Fl 2:6-7; 1 Tm 3:16 Almeida Corrigida Fiel). A CFW diz: "O Senhor Jesus Cristo, em sua natureza humana unida a divina... o único Mediador entre Deus e o homem"(VIII:2-3).

12 - A Iniciação na Maçonaria é uma negação da regeneração do cristão:

"Sr.(nome), o qual tem estado nas trevas, e agora busca ser trazido à luz, e receber uma parte dos direitos e benefícios da venerável Loja, erigida por Deus e dedicada a São João, da mesma que todos os irmãos e companheiros já fizeram"(Malcom C. Duncan; Duncan's Masonic Ritual and Monitor, p.29).

Como pode um cristão dizer tal coisa, se a Bíblia diz que ele é a luz do mundo?(Mt 5:14-16; Jo 8:12; Ef 5:8; 1 Ts 5:4-5).

13 - A Maçonaria nega a realidade do castigo eterno:

"Não adota a Maçonaria, nenhuma doutrina como definitiva imutável: reconhecer a indispensabilidade do homem ter crença num Ser Supremo, que é Deus, mas amá-lo sem temê-lo, acreditar na sua Justiça, porém sem considerá-lo rancoroso, capaz de supliciar eternamente"(A. T. Cavalcante de Albuquerque, O Que é a Maçonaria, p.34).

O verdadeiro cristão crê na existência do inferno, como lugar de castigo eterno(Mt 25:46; Lc 16:23,28; Sl 9:17). A CFW diz: "Mas os ímpios... serão lançados nos eternos tormentos"(XXXII:2).

14 - Para ingressar na Maçonaria, pronunciam-se terríveis juramentos:

"Eu(nome), de minha livre vontade e acordo, na presença do Deus Todo Poderoso e desta venerável Loja, solene e sinceramente prometo e juro que sempre ocultarei e jamais revelarei nenhuma das artes, das partes ou dos pontos dos mistérios ocultos da Franco-Maçonaria... Tudo isso devo solene e sinceramente prometer e jurar submetendo-me à punição não menor que a de ter a garganta cortada, a língua arrancada de sua raiz e o corpo enterrado nas ásperas areias do mar caso alguma vez intencionalmente viole essa minha obrigação de Aprendiz. Assim ajude-me Deus"(Malcom C. Duncan; Duncan's Masonic Ritual and Monitor, pp.34,35).

"Enquanto se presta este juramento, o Grande Preboste e Juiz segura a ponta de sia espada no coração do candidato). Eu,(nome)de livre vontade e acordo, por este, solene e sinceramente, prometo e juro manter fielmente os segredos do sublime graqu dos Cavaleiros Kadosh(Grau 30 do Rito Escocês)e obedecer estritamente aos estatutos da Ordem. Tudo isso prometo fazer, sob a pena de morte. Quando tua precipitação te faz entrar neste temível Santuário, foste sem dúvida informado do perigo que te ameaçava e das provações que ainda te aguardam. Jura, portanto, com a tua palavra de honra, jamais revelar o que viste ou ouvistes até agora. Não te esqueças de que a menor indiscrição te custará a vida"(Scottish Rite Masonry Illustrated, II, pp.269,270,275).

Tais juramentos são contrários às Escrituras!(Lv 5:4-5; Mt 5:34-37; Tg 5:12)

15 - Os Ritos Secretos da Maçonaria são contrários às Escrituras, e são um plágio
dos cultos satânicos:

"Como os pecados de todo o mundo foram lançados uma vez sobre a cabeça de nosso Salvador, que possam todos os pecados da pessoa a quem este crânio uma vez pertenceu, em adição aos meus próprios serem amontoados sobre a minha cabeça, e que essa libação possa apareçer no julgamento contra mim, se eu algum dia consciente ou voluntariamente violar meu voto mais solene de Cavaleiro Templário; que Deus me ajude"(Illustrated Ritual of thre Six Degrees of The Council and Commandery, 1975, pp.227-228).

Ora, como pode um cristão [que já teve todos os seus pecados purificados e perdoados em Jesus - 1 Jo 1:7,9; Tt 2:14)] jurar, pedindo que todos os pecados de outra pessoa, mais os pecados de sua própria pessoa, devam ser reaplicados à sua vida??? Esta é uma blasfêmia sobre a Ceia do Senhor - uma paródia iníqua semelhante à missa negra do satanismo!!!

16 - A Maçonaria ensina a salvação pelas obras e pela adesão à Loja:

"Os maçons que deram prova de que aderiram aos estatutos e regulamentos da Ordem, os quais no fim os tornarão merecedores do ingresso na Jeruzalém celeste'(Scottish Rite Masonry Illustrated, II:32).

"Somente a Maçonaria é capaz de redimir a humanidade, meus irmãos"(Luiz Umbert Santos, Literatura Maçônica Contemporânea, 1948, p.32).

O verdadeiro cristão crê que a salvação é somente pela graça de Deus(Ef 2:8-9) e é obtida somente através de Cristo(At 4:12; Rm 5:1,17), e não de uma organização de homens pecadores(Sl 49:6-8; Mt 19:25-26; At 4:12).

Diante de tudo isso exposto, biblica e confessionalmente falando, considera-se ridículo um ingresso de um protestante presbiteriano(ou qualquer outro genuíno cristão) na maçonaria!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários ofensivos.
Obrigado.
Deus te abençoe.