27/06/2015

Debate sobre o Estatuto da Família com Silas Malafaia, Erika Kokay e Toni Reis


Malafaia desmascara deputada petista em audiência pública (Erika Kokay não aguentou ser desmentida diante de todos e deixou a sessão).

O pastor Silas Malafaia “causou” durante a audiência pública que discutiu o Estatuto da Família nesta quinta-feira (25) quando desmascarou a deputado Erika Kokay (PT-DF) em relação ao projeto de lei que autoriza a cirurgia de mudança de sexo em crianças e adultos.

Primeiro a deputada diz que há um código da saúde que obriga a pessoa a passar por atendimento com psicólogos e que há casos com mais de oito anos que aguardam a cirurgia.

Ela diz que defende aqueles que “sofrem com a sociedade heteronormativa”, e afirma que é preciso proteger quem assume uma identidade de gênero diferente do seu próprio corpo, pois muitos se mutilam por não ter acesso a tratamentos seguros no SUS.

A deputada garante que essas pessoas passam por tratamentos anteriores junto a psicólogos e psiquiatras, mas Malafaia estava com um projeto de lei assinado por ela que contradiz tudo que ela disse durante a audiência.

O projeto de lei assinado por Erika Kokay e Jean Wyllys (PSOL-RJ) permite que qualquer pessoa com mais de 18 anos seja submetida a cirurgia de mudança de sexo sem a necessidade de diagnóstico ou tratamento psicológico.

E para menores de 18 anos, a lei permite que eles passem pelo procedimento cirúrgico desde que um representante legal permita e caso a vontade da criança ou adolescente não seja respeitada pelo representante, que a defensoria pública seja chamada no caso para autorizar a mudança de sexo.

Quando Silas Malafaia começou a ler o projeto e mostrar que a deputada não falou a verdade, ela se levantou e saiu da sessão. O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) até tentou impedir que ela deixasse o local, porém a petista saiu por outro lado da sala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários ofensivos.
Obrigado.
Deus te abençoe.